Tem alguém aí?

Acho que faz 7 anos que o blog existe: durante quatro de forma inconstante, com postagens aqui e ali. Durante outros quatro, de forma totalmente constante: silêncio absoluto. Tive outros dois blogs que estão perdidos e irrecuperáveis. Ainda existem, mas de forma passiva e atestam minha imaturidade e minha ingenuidade. Talvez um dia meu passado me condenará. Aguardarei esse dia com resignação.
Para minha surpresa, entretanto, não só o presente blog ainda existia, como era recuperável. "Por que não?", pensei eu nessa segunda-feira de abril. Então arquivei uma parte vexatória da minha existência (não apaguei porque sou apegada ao passado) e decidi começar de novo. Por que não? 

Comentários